RSS

Arquivo da tag: Redes sociais

Gerenciando sua reputação na web

reputacaoDando continuidade ao assunto de carreira na web, conforme post sobre o LinledIn, segue uma matéria que li no Portal da CIO.

Gerencie melhor sua reputação na internet
20 de março de 2009 às 14h38
Meridith Levinson

O aumento da utilização das redes sociais como ferramentas de relacionamento profissional trouxe aos executivos de TI, finalmente, o entendimento de que informações ruins publicadas na web podem trazer resultados extremamente negativos para suas reputações e carreiras.

Além da consciência sobre como esses dados podem influenciar seu futuro profissional, os executivos podem fazer uso das próprias ferramentas online para reverter situações negativas e beneficiar-se delas.

Para Dan Schawbel, especialista em marketing pessoal e autor do livro Me 2.0: Build a Powerful Brand To Achieve Carrer Success – ainda sem tradução para o português – o gerenciamento da reputação é uma missão crítica para os executivos. “Na medida em que um profissional sobe na estrutura hierárquica das corporações, torna-se mais visível – o que aumenta a possibilidade de buscas por seu nome no Google”, explica ele.

Atualmente, é comum que recrutadores e até mesmo diretores de empresas façam uma busca na web para ter acesso a mais informações sobre determinada pessoa. Assim, toda e qualquer menção ao nome de alguém na internet tem grande importância e pode servir como publicidade profissional – positiva ou negativa.

Por isso, os CIOs devem gerenciar suas aparições na rede mundial de computadores e fazer um trabalho de SEO de sua marca pessoal.

Como? Seguem aqui algumas dicas:

  • Saiba o que é dito sobre você na web: por meio de buscas utilizando diferentes combinações entre seu nome e sobrenomes. Separe um dia inteiro essa tarefa e cheque sites de relacionamento – pessoal e profissional -, veículos de comunicação especializados em sua área de atuação, blogs de amigos e colegas de trabalho e todos os outros endereços eletrônicos com os quais você possa ter alguma ligação.
    Além de menções profissionais, descubra se amigos, vizinhos, parentes ou conhecidos postaram alguma informação citando seu nome na web e monitore as mensagens deixadas pelos seus contatos em suas páginas nas redes sociais.
    Depois disso, cadastre todos os endereços e cadastre-se em seus mecanismos de RSS para que você seja avisa a cada citação nova de seu nome nos sites. Use essas informações para preparar-se para situações nas quais tais dados serão de conhecimento de seu interlocutor.
  • Defenda-se: e não ignore qualquer menção negativa a seu nome. Responda educadamente a todas as críticas. Assim, você demonstra habilidade de liderança e mostra que consegue defender seu caráter. Essas características são muito consideradas no momento das contratações.
  • Controle os resultados de busca pelo seu nome: utilizando os dez primeiros sites apontados pelo Google após uma pesquisa sobre você. Normalmente recrutadores e outros executivos avaliam os primeiros resultados da busca com mais afinco, portanto, aja para que as informações mostradas sejam positivas.
    Em primeiro lugar, cadastre-se em todas as redes sociais disponíveis. Depois, comente posts em blogs, notícias em sites. Envie e-mails a veículos de comunicação esclarecendo questões das quais tem pleno domínio e escreva artigos para um blog próprio. Essas atitudes farão com que essas aparições de seu nome sejam as primeiras a aparecer em uma busca do Google, por exemplo.
 
5 Comentários

Publicado por em 03/24/2009 em Carreira

 

Tags: , ,

Biblioteca corporativa 2.0

biblioteca 2.0

bibliotec 2.0

A função básica de toda biblioteca é organizar, tratar e disseminar informações, seja ela pública, escolar, universitária, particular ou empresarial. O que difere cada uma dessas unidades de informação (UI) são seus usuários e os tipos de necessidades que deles demandão.

Dentro de uma empresa, eu diria, que a biblioteca tem uma função “a mais”, que é auxiliar na tomada de decisões. Ela deve ser além de um depósito de documentos e livros, ela deve atuar de forma decisiva, pois é nela que o conhecimento da empresa pode ser gerido.

A biblioteca empresarial pode oferecer suporte ao desenvolvimento de novos produtos, a formação  e informação dos colaboradores, além de incentivar o desenvolvimento cultural e o hábito da leitura e auxiliar a alta gerência na tomada de decisões estratégicas.

Para exercer todas essas funções o bibliotecário precisa que a empresa tenha sua missão, valor, visão e objetivos muito bem claros e as deve compreender muito bem. Além disso, deve estar atento ao fato que grande parte das informações estratégicas não estão em livros, elas estarão em periódicos eletrônicos, bases de dados digitais, centros de documentação, portais especializados e outras bibliotecas.

Chegou a hora de termos na prática as bibliotecas 2.0, que é a biblioteca na era da web 2.0. Um portal interativo, onde o usuário possa encontra um catálogo de materiais integrado com wiki e blog, além um serviço de referência via chat e um serviço RSS. Nas organizações a biblioteca 2.0 é um dos melhores meios de manter todos os colaboradores e diretores informados, pois ela oferece dinâmica e resposta ágil e confiável.

Vivemos no mundo 2.0, o mundo da colaboração, chegou a hora das bibliotecas e bibliotecários entrarem de vez nesse mundo.

Segue o trabalho “O Poder da Colaboração” desenvolvido com minha amiga Daiana Conti.

Poder da Colaboração .ppt

Poder da Colaboração .doc

 
6 Comentários

Publicado por em 02/15/2009 em Biblioteconomia

 

Tags: , ,

LinkedIn

Você já ouviu falar do LinkdIn? Não? Até bem pouco tempo atrás nem eu, até que me convidaram. Então aí vai uma breve descrição sobre a rede LinkedIn.

LinkedIn é uma rede de negócios que foi fundada em dezembro de 2002 e lançada em Maio de 2003, algo como uma rede de relacionamento (tipo Orkut), mas voltada e utilizada principalmente por profissionais. Em Novembro de 2007, ela tinha mais de 16 milhões de usuários registrados, abrangendo 150 indústrias e mais de 400 regiões econômicas (como classificado pelo serviço).

O principal propósito do site é permitir que usuários registrados possam manter uma lista detalhada de contatos  de pessoas, que eles conheçam, e empresas. As pessoas nessa lista são chamadas de conexões. Os usuários podem convidar qualquer um (seja um usuário LinkedIn ou não) para tornar-se uma conexão.

Esta lista de conexões pode então ser usada de vários modos:

  • Uma rede de contatos acumulada, constituída de suas ligações diretas, de segunda grau, terceiro e assim por diante facilitam com que você possa conhecer alguém através de seus contatos mútuos.
  • Isso pode ser usado para encontrar trabalhos, pessoas e oportunidades recomendadas por qualquer um na sua rede de contatos.
  • Empregadores podem listar trabalhos e buscar por candidatos potenciais.
  • Todos os candidatos a emprego podem rever o perfil de contratação e descobrir qual dos seus contatos existentes poderia apresentá-lo aos empregadores.

Esse tipo de site mostra que as redes socias não só ligam pessoas a pessoas, como ligam também pessoas a empregos, pessoas a empresas. As redes sociais não são somente mais um tipo de divertimento, se tornou uma forma de marketing pessoal/profissional.

Um perfil em rede social, como o LinkedIn e até mesmo o Orkut, se bem administrado pode render mais que uma “paquera”, pode render um bom contato profissional, novas oportunidades. Participar de rede social deixou de ser uma coisa de “desocupados” e passou a ser ambiente de pessoas interativas e conectadas com as novas tendências que a internet passou a ter.

Além disso as empresas estão cada vez mais ligadas nesses sites. Principalmente na LinkedIn pode-se perceber um grande número de perfil de pessoas com altos níveis gerênciais de empresas, inclusive de RH. Isso sem contar os perfis de empresas já cadastradas.

Sendo assim, vale a dica de dar uma olhada na rede social a qual você está cadastrado(a) e avaliar se uma empresa ficaria interessada em seu trabalho se observasse seu perfil. No caso do Orkut especialistas recomendam cuidado com comunidades que contenham em seu nome “Eu amo …” e principalmente as “Eu odeio …”.

Referências

LinkedIn

Wikipédia – LinkedIn

 
7 Comentários

Publicado por em 01/25/2009 em Carreira, Tecnologia

 

Tags: , , ,